#Música: Persis Overture de James L. Hosay

Publicado em 5 de junho de 2016




#Ouça a música

Anos 90

Durante boa parte da década de 90, a cada música que executávamos em campeonatos de bandas, havia um longo, árduo e delicioso trabalho de bastidores, o de conhecer a música e seu compositor. Este trabalho tinha o objetivo de trazer para a banda/músicos o sentimento e momento que o compositor expressava naquela composição, foi através destes momentos pré ensaio que conheci a história de músicas como “A Força do Destino” e “O Franco Atirador”, que considero peças magnificas.

Com o passar dos anos e a mudança do estilo de repertório utilizado em campeonatos, para composições clássicas mais recentes, com compositores como Robert w. Smith, James Swearingem e tantos outros, aparentemente este aspecto de estudo prévio das historias que rodeiam a música parecem ter desaparecido.

Com este “esquecimento” por parte dos maestros em situar os músicos sobre a obra que estão executando, julgo, trouxe uma banalização da músicas, bastando apenas que estas tivessem ritmos “legais” e passagens “impactantes”, não importando o que realmente significava.

A primeira vez que percebi isso, foi com uma “música” chamada “Capital 2000”, na época executada pela Banda Marcial do Colégio Progresso (Guarulhos/SP). Após ouvir a música fui buscar informações e não achei, foi então que em um fórum alguém citou uma música chamada “Newsies” (Clique Aqui), ao ouvir, percebi que “Capital 2000” era na realidade um medley deste musical. Falarei mais deste musical em breve.

Agora, pense sobre a música Persis Overture. Pense no que esta musica te remete. Certamente você não vai pensar em máquinas, viagem no tempo e tão pouco em Indiana Jones. Pois bem, a baixo segue a história de “Persis” retirada das anotações do compositor na parte original da música.  E fica aqui uma dica que julgo de extrema importância: pesquise sobre a música que pretende executar.

Persis Overture

Persis é uma palavra grega usada para “Pérsia”, que conta a história de um homem americano moderno que viaja de volta no tempo para a antiga cidade da Persa de Persepolis . Ele começa uma aventura selvagem e maravilhosa quando ele é subitamente cercado por uma magnífica arquitetura , estátuas de mármore grandes e belas obras de arte em uma das civilizações mais antigas e cultivadas que conhecemos. Em seguida , ele se vira e vê uma mulher persa,  bonita em um pátio flor-laden.

Ela é a mulher mais linda que ele já viu em toda a sua vida, e ele se encontra completamente cativado por ela . Cuidadosamente se aproxima dela , e milagrosamente , ela o reconhece como alguém que ela tinha conhecido antes em outro lugar e tempo. Eles se abraçam e compartilhar um breve momento , feliz es e juntos. Mas a sua presença no pátio real é proibido e ele encontra-se sendo perseguido por guerreiros armados. Enquanto ele corre em uma fuga frenética pelos corredores da cidade , ele reflete tristemente sobre o romance que poderia ter sido.

mm

A paixão musical surgiu em 1989 após ouvir a banda de sua igreja tocar. Em 1992 ingressou na Banda Municipal de Ribeirão, já extinta, em 1994 migrou para a Corporação Musical Lyra de Mauá, onde atua como Diretor, também atua como Maestro na corporação Musical Nova Aliança.

PLAYLIST PODCAST

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu email

PARTICIPANTE POR EPISÓDIO

CATEGORIAS