#Metais: Os Diferentes Tipos de Trombone

Publicado em 1 de abril de 2016




O Trombone é um instrumento aero fone da família dos metais, é facilmente reconhecido por ter uma digitação totalmente diferenciada em relação aos outros instrumentos, sendo utilizado na sua execução um mecanismo de vara deslizante (êmbolo).

É executado nas claves de fá, dó na quarta linha e dó na terceira linha, não sendo recomendada a clave de sol pelo fato de não ser um instrumento transpositor como o trompete.

Seu nome se origina da junção de duas palavras italianas Tromba (Trompete) seguido pelo sufixo “one” que em italiano ilustra o aumentativo  resultando em seu nome atual, este nome é utilizado em Português inglês Francês e Italiano, Os Alemães o chamam de Posaune .

Falarei hoje sobre os cinco principais tipos de trombone, suas características e principais utilizações.

Trombone Tenor

Este é o tipo mais comum de trombone e o mais utilizado também, pode possuir ou não a válvula rotativa em fá, que amplia a tessitura do instrumento nas notas mais graves e também facilita a execução em alguns trechos, pode ter diferença no calibre do leadpipe, os de calibre fino são mais utilizados para jazz e música popular, pois facilitam a execução de notas na região aguda e também nos trechos rápidos são muito comuns nas bandas, orquestras, grupos populares e big bands.

Trombone Baixo

Trombone que possui diâmetro e campana maiores em relação ao trombone tenor assim como o bocal, toca em uma tessitura mais grave que o trombone tenor, possui duas válvulas rotativas que acionadas isoladamente podem deixar o instrumento em F ou Gb e acionadas concomitantemente deixam o instrumento em D, também é muito utilizado em bandas, orquestras e big bands, não sendo utilizado em grupos populares.

Trombone Contra Baixo

Possui diâmetro, campana e bocal maiores ainda que o trombone baixo, sua vara é dupla gerando um som bastante grave (uma oitava abaixo do trombone baixo), seu bocal quase se assemelha a o de tuba também possui duas válvulas rotativas nos mesmos moldes do trombone baixo, é um instrumento de difícil manejo devido ao seu grande tamanho e peso é encontrado quase que exclusivamente em orquestra e mesmo assim em um repertório bastante especifico.

Trombone Alto

Toca em uma região mais aguda que os demais, consequentemente tem diâmetro e bocal menores que os demais, possui afinação em Eb portanto sua digitação é diferente, e sua leitura é na clave de dó na terceira linha, é apenas utilizado em orquestras.

Trombone de Pisto

Não possui mecanismo de vara em seu lugar foi desenvolvido um sistema semelhante ao do trompete, fugindo um pouco da característica do instrumento, não podendo executar o glissando tão característico dos trombones, não é utilizado em orquestras sendo mais comum em algumas bandas e grupos populares.

Visite nosso conteúdo em www.toque2.com.br

mm

Maestro,Arranjador e Trombonista, iniciou os estudos na Banda Marcial Noé de Azevedo prosseguindo na Escola Municipal de Música de São Paulo, ULM (atual EMESP) e Unisant’anna, atua no Projeto Pequenos Músicos Pequenos acordes na escola da Prefeitura de Mogi das Cruzes SP, Associação Bragantina de Amigos das Artes de Bragança Paulista e Lyra de Mauá

PLAYLIST PODCAST

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Cadastre seu email

PARTICIPANTE POR EPISÓDIO

CATEGORIAS